1 de abril de 2012

Lembro de um beijo seu, penso no acontecido, fico agradecido, eu quero estar com você ♪

Mais uma manhã nublada, depois de uma noite bem dormida Cristina, se levanta e faz a primeira coisa que fazia a alguns meses, manda uma mensagem de texto para seu namorado, Henrique, ela escreve a mensagem de texto e já se levanta vai fazer suas coisas, ela chegando ao banheiro e ao olhar no espelho lembra do sorriso de  Henrique e já sorri, ela estava sentindo um dos sentimentos mais intensos e complicados que todo ser humano sentirá, o amor. Henrique a essa hora também já havia levantando de sua cama, e estava indo tomar seu cafe de manha, mas para muitos aquele dia seria normal, mas para ele seria um dia com grandes emoções e decisões.. A essa altura Cristina já havia feito suas coisas, e estava sentada na sala tomando seu copo de leite como de costume, com sua camisa de sua banda favorita e aquele seu shorts jeans velho...
O que era o amor? Para esse casal jovem e com um futuro cheio de surpresas, mas para  os dois o importante era curtir o momento e planejar o futuro juntos...
Henrique já havia se decidido queria Cristina ao seu lado o máximo possível, e sempre que podia lutava por isso. Então ligou para ela, para começar aquele dia cheio de surpresas o mais rápido possível, convidou ela para ir a casa dele, Cristina como estava com muitas saudade dele, aceito.
Ele já estava com tudo feito, já estava ansioso a espera dela, não vi a hora de ela ligar e dizer que estava na frente da casa dele... Ela depois de algum tempo chegou, e ele já veio com abraços e beijos enlouquecedores, ela no começo quis questionar o porque de tudo aquilo, mas achou melhor não comentar nada, ele logo foi tirando a blusa de frio que ela estava, pegando sua bolsa e jogando tudo em seu quarto, ela não estava entendendo mais nada, quando ela entrou em seu quarto viu um cartão em cima da cama dela, e ele lhe disse que era para ela, então ela abriu e já começou a ler...
"Meu amor, sabia que hoje é um dos dias mais felizes da minha vida, daqueles que um dia eu ainda contarei aos meus filhos e netos"
Ela não entendeu o porque aquele dia era tão especial, mas mais uma vez não comentou...
Henrique estava tremendo, estava suando frio e estava até mesmo gaguejando para falar as coisas, então ele pediu para ela que fechasse seu olhos, ela então questionou o porque disso, e ele só disse, confia em mim, ela logo fechou os olhos e abriu um sorriso, ele saiu do quarto e foi buscar uma coisa...
A essa altura Cristina não entendia mais nada, apenas estava querendo saber o porque disso tudo, então Henrique voltou, e e pediu para que ela abrisse os olhos, ao abrir os olhos ela se deparou com um buque se rosas brancas, e então o pegou em suas maõs, e logo atrás estava ele ajoelhado, e ele apenas explicou uma coisa, que não ia fala nada, só ia pedir para ela abrir o envelope que estava no buque, e ela logo fez, no envelope havia mais uma carta dizendo:
" Ah meu amor, mais uma vez estou aqui escrevendo não sou bom nisso, mas acho que estou muito acelerado para dizer, estou com medo de dizer as coisas erradas, sabe, minha linda, eu estou decidido uma coisa, eu quero ficar contigo muito, eu nunca amei alguém assim, eu nunca desejei ter alguém como te desejo, eu não sei o que seria da minha vida sem você esses meses, poucos, mas os que estão começando essa nossas história tão linda, minha vida , quero que você após terminar de ler essas coisas bobas aqui, olhe para esse buque melhor, e depois ouça as poucas palavras que vou conseguir te dizer sem estragar tudo isso..." 
Cristina, já estava derramando lágrimas, então começou a reparar no buque, e logo percebeu que bem no meio, havia uma rosa vermelha, que na verdade era uma caixinha, então ela pegou, e colocou o buque na cama, ela abriu a caixinha, dentro, havia uma aliança, um simbolo de todo aquele amor dos dois, Henrique que estava muito nervoso, pegou a mão direita dela, pegou uma das alianças e disse que amava e que queria ela como namorado, noiva e depois esposa... Cristina, como qualquer menina emocionada começou chorar, apenas disse que aceitava e que jamais deixaria essa ligação dos dois acabar, e que o amava...
Os dois estão se abracaram...
Ah pode parece mais um daqueles contos de filmes, livros, um conto que muitos não acreditam, mas o amor ainda é possível existir, um amor verdadeiro, só basta acreditar.




4 comentários:

  1. Que história liiiiiiiiiinda!Uau,amei! *-* rs.
    Me emocionei aqui.rs. ><

    www.beatrizcmbarboza.blogspot.com/

    ResponderExcluir
  2. Lindo texto, parabéns! Um abraço!

    ResponderExcluir

Obrigada leitora por comentar aqui:
- Deixe o link do blog para que eu posso visitar você também.
- Se seguir avisa, que retribuirei
- Fico feliz sabendo que você leu, então expressa sua opinião.

Volte sempre, um beijo